Resistir ao que os outros querem

Todos nós temos forças e fraquezas diferentes, e uma sensibilidade própria. Não há uma solução perfeita para todos. Cada um se deve conhecer, criar filtros para distinguir o que o importa do que o perturba, assumir o governo dos tempos de que dispõe e não deixar de concretizar um grande projeto seu. Por mais impossível que tudo isto possa parecer!

A arte esquecida da paciência

A paciência é atenção à singularidade e à oportunidade de cada tempo, plenamente conscientes de que a existência se constrói com materiais muito diversos: peças de proveniência diversa, memórias heterogéneas, fragmentos disto e daquilo, caligrafias inequívocas, pegadas que prosseguem lado a lado mas visualmente desiguais, e por aí fora.