Clandestinos do Amor

Nós somos um instante no infinito
Fragmento à deriva no universo
O que somos não é para ser dito
O que sente não cabe num só verso

 Ana Moura – Clandestinos do Amor