Wednesdays are always blue

“The place a digit occupies in a number”
“Numbers are my friends and are always around me, each one is unique and has its own personality”
Both sentences are correct and brilliant when talking about the magic of the numbers and about Daniel.
In the dictionary, one of the definitions for house is “The place a digit occupies in a number”. Daniel says about his life “Numbers are my friends and are always around me, each one is unique and has its own personality”.
That’s the magic of numbers!
We live with them, even or odd; big or small, unlimited or limited, we define calendars, identify the days, tell the time, and count minutes.
Well or badly loved? That’s not the question.
Daniel Tammet is British; he was born on a Wednesday hence a blue day. He suffers from Savant’s syndrome, which belongs, to autism, and from Asperger’s syndrome. As a sufferer of Savant’s syndrome, Daniel has an obsessive need for order and routine. These add to autism’s consequences like difficulty to interact socially, communicate and imagine. But has a sufferer of Asperger’s, Daniel is included in a group of people characterized by their good linguistic skills, high IQ and their ability to think logically and visually.
Daniel’s world is made up of numbers. Shapes, colours, textures, movements, everything corresponds and is classified by numbers. By simply closing his eyes and counting Daniel can control his breathing difficulties. This way he shows that:
5 is noisy and similar to the sound of thunder;
4 is timid and quiet;
13 and 581 are small numbers;
6 is also a small number like a black dot, without any distinct shape or texture, like a small interval or a hole;
333 is beautiful;
289 is ugly;
117 is tall and thin;
9 is enormous and also blue;
1 is white, shiny and pale, it looks nice with darker numbers like 8 or 9 but not with 6;
37 is granulose like cereals;
89 reminds falling snow;
189 is a sequence.
Daniel says he has “the capacity of handling and calculate numbers and names in my head without any mental effort”, that in his life, “numbers are never far from my thoughts” and “I never write anything when I’m calculating, because I was always capable of operating in my head and it’s easier for me to visualize the answer using synesthetic shapes than using normal techniques”.
Besides numbers, Daniel’s synesthetic also affects the way he understands words and language. Surprisingly, in this chapter, Daniel explains how to “see words with different colours and textures helps with memorizing facts and names”. The results:
Wednesdays are always blue;
Tuesdays are white and warm;
Words starting with “a” are red; starting with “w” are blue and with “t” are orange.
“The interior of one of the most fascinating minds of today” can be discovered in the book “Born in a blue day- the autobiography of Daniel Tammet”
Special… Daniel Tammet:
In 2004 he memorized and numerated more than 22000 digits of pi.
He speaks 7 languages.
Cannot drive a car.
Considers emotions hard to understand.
Confuses right and left.
To calmly read and admire… (Born on a blue day, Daniel Tammet)

Today is Wednesday… a blue day!

[On the 10th anniversary of one of my favourite books]

As quartas-feiras são sempre azuis

“Lugar que um algarismo ocupa num número”
“Os números são meus amigos e estão sempre à minha volta, cada um é único e tem a sua personalidade”.
Ambos são correctos e brilhantes quando a conversa é sobre a magia dos números e sobre Daniel.
Nos dicionários uma das definições de casa corresponde a “Lugar que um algarismo ocupa num número”. Daniel, diz da sua vida que “os números são meus amigos e estão sempre à minha volta, cada um é único e tem a sua personalidade”.
Eis a magia dos números!
Vivemos com eles, a par ou impar, grande ou pequeno, ilimitado ou limitado, definimos calendários, identificamos os dias, marcamos horas, contamos minutos.
Bem ou mal amados? Não é essa a questão desta conversa.
Daniel Tammet, é britânico, nasceu numa quarta-feira, portanto num dia azul. Sofre da síndrome de Savant e pertence ao espectro do autismo, sendo também portador da síndrome de Asperger. Sendo portador da síndrome de Savant, Daniel, tem uma necessidade obsessiva de ordem e rotina. Características às quais se podem juntar as decorrentes do autismo, como as limitações que afectam a interacção social, a comunicação e a imaginação. Mas sendo portador da síndrome de Asperger, Daniel, está incluído num grupo de pessoas que se caracterizam por possuir boas capacidades linguísticas, muitas com coeficiente de inteligência acima da média e que se destacam em áreas que envolvem pensamento lógico ou visual.
O mundo de Daniel são os números. Formas, cores, texturas e movimentos, tudo corresponde e se classifica com números. Para Daniel, até as dificuldades respiratórias são controladas com um simples fechar de olhos e contagens. Assim consegue mostrar que:
o 5 ruidoso e semelhante a um estrondo de trovão
o 4 é ao mesmo tempo tímido e calado;
o 13 e o 581 são números pequenos;
o 6 é também um número pequeno sendo visto como um ponto negro sem nenhuma forma distinta ou textura, como um pequeno intervalo ou buraco;
o 333 é belo;
o 289 é feio;
o 117 é alto e magro;
o 9 é uma imensidão e também azul;
o 1 é branco, brilhante e claro, fica bem com números mais escuros como o 8 ou 9 e não fica bem com o 6;
o 37 é granuloso como os cereais;
o 89 lembra a neve a cair;
o 189 uma sequência
Daniel diz ter “a capacidade de manejar e calcular números e nomes na cabeça sem qualquer esforço mental”, que na sua vida “os números nunca estão longe dos meus pensamentos” e “nunca escrevo nada quando estou a calcular, porque sempre fui capaz de fazer operações na minha cabeça e é mais fácil, para mim visualizar a resposta usando as minhas formas sinestésicas do que tentar usar as técnicas do «e vai um»”.
Além dos números a sinestia de Daniel, afecta também a forma como compreende as palavras e a linguagem, E neste capítulo, de forma surpreendente, Daniel explica que “ver as palavras com diferentes cores e texturas ajuda a memória para factos e nomes”. O que resulta nas identificações:
as quartas-feiras são sempre azuis;
as terças-feiras são brancas e quentes;
as palavras começadas por «a» são vermelhas; as iniciadas por «w» são azuis e laranjas são as palavras começadas por «t»
“O interior de uma das mentes mais fascinantes de hoje”, pode ser descoberto no livro “Nascido num dia azul – autobiografia de Daniel Tammet”
É especial … Daniel Tammet:
Em 2004, memorizou e enumerou mais de 22000 dígitos de pi.
Fala 7 línguas.
Não consegue conduzir um carro.
Considera as emoções difíceis de compreender.
Confunde a direita com a esquerda.

Para ler calmamente e admirar… [Nascido num dia Azul, Daniel Tammet]

Hoje é quarta-feira … um dia azul!

[No 10º aniversário de um dos meus livros favoritos]